• Blog
  • Guia Prático e Completo: como fazer a redação do ENEM

Guia Prático e Completo: como fazer a redação do ENEM

Guia Prático e Completo: como fazer a redação do ENEM

Como você sabe, a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) é considerada porta de entrada para vestibulares de diversas instituições espalhadas pelo país e, por isso, causa tanta ansiedade nos alunos.

Quando o assunto é redação, essa sensação se torna ainda mais frequente e intensa. Por isso, trouxemos um guia prático e completo para você aprender tudo sobre redação, tirar suas dúvidas e alcançar a tão sonhada nota mil. Está preparado? Então continue a leitura até o final.

Mas, por que a prova do ENEM é tão importante?

Como falamos anteriormente, a nota da prova do ENEM é utilizada como critério de seleção para quem deseja ingressar em universidades públicas e privadas, adquirir bolsas por meio do Prouni e até mesmo como critério para aprovação em financiamentos estudantis (como o FIES, por exemplo).  Por isso é que se dá tanta importância para o bom desempenho na prova, de modo geral.

Mas, além das conhecidas provas de Ciências Humanas, Linguagens, Ciências da Natureza e Matemática, o ENEM também conta com a prova de redação. Apesar de essa ser uma das provas mais importantes e temidas pelos estudantes, o critério de correção afirma que ela é a única prova onde não é impossível tirar nota máxima.

A princípio, de modo a te ajudar a absorver tanta informação, o vídeo abaixo vai explicar como deve ser feita a sua redação:

Dessa forma, saiba que as dúvidas que serão respondidas ao longo do texto, são mais comuns do que se imagina e certamente você, em algum momento, teve ou ainda tem. Agora, que tal solucionar esse problema?

Então, quais são as principais dúvidas dos candidatos?

Tipo de texto pedido na redação do ENEM

O texto cobrado na redação do ENEM é o dissertativo-argumentativo, que se caracteriza por conter o ponto de vista do autor. Neste caso é apresentada uma tese (ponto de vista) e o objetivo é convencer o leitor sobre ela por meio de argumentos pontuais sobre o tema proposto.

Estrutura da redação

Essa é uma das dúvidas mais frequentes de quem vai fazer o ENEM, mas já te adianto que o texto deve conter: introdução, desenvolvimento e conclusão. Porém, de modo a alinhar as ideias e manter a coerência delas, indicamos escrever em torno de quatro parágrafos, ficando da seguinte forma:

  • Introdução;
  • Desenvolvimento I;
  • Desenvolvimento II;
  • Conclusão.

Essa estrutura é ideal para que o texto fique uniforme e alinhado. O que muitas pessoas acabam esquecendo, no entanto, é a desproporção nos parágrafos ao escreverem alguns com duas linhas e outro com 10 linhas ou mais. Mantenha sempre um padrão com cerca de 4 ou 5 linhas em cada parágrafo.

O mínimo e o máximo de linhas escritas

A redação é onde você deverá contextualizar sua opinião sobre determinado assunto e apresentar uma ideia ou solução para o problema. Sendo assim, ao elaborar o conteúdo e defender a sua proposta, o texto deverá ter no mínimo 7 linhas escritas e no máximo 30 linhas.

Conforme a cartilha do participante, o texto escrito com menos de 7 linhas é considerado “texto insuficiente” e receberá nota zero.

Tipo de letra utilizada na redação

O Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) não informa, se é permitido ou não utilizar outros tipos de letras na redação, nesse caso deve-se ficar atento ao edital da prova e verificar se há alguma observação.

Entretanto, sabemos que a forma que você escreve não é um critério avaliativo da redação, a ponto de zera-lá. Sendo assim, poderá ser utilizada tanto letra cursiva (letra de mão) quanto a letra de imprensa (letra de fôrma), desde que seja escrito de forma legível.

Dica: Ao escrever a redação é obrigatório utilizar somente caneta esferográfica de cor preta, feita em material transparente.

Título para a redação do ENEM

O título é como o play do controle de videogame. É ele quem desperta a sua curiosidade e faz você dar o start para entrar em um universo paralelo. É a partir dele que você, enquanto escritor, chama a atenção do leitor para o restante do seu texto. No ENEM o título se tornou opcional, ou seja, não é mais obrigatório. Porém, fique sempre alerta ao edital quando for fazer a prova, pois é lá que vai conter essa informação, visto que tudo pode mudar de um ano para o outro.

Mas caso queira fazer, lembre-se de um detalhe importante: o título de redação precisa ter relação com o tema imposto pelo exame. Caso você opte por criar um título para sua redação, fuja de opções óbvias ou cópias do tema, é importante ser criativo e inteligente, escolher por fazer um título curto que seja coerente com o pensamento formado ao longo do texto e que chame a atenção do leitor.

Dica: Muitas pessoas têm dúvida sobre pular ou não uma linha entre o título e o primeiro parágrafo da redação. Alguns preferem pular, porém, no caso do ENEM, você deve ter um cuidado a mais, visto que o espaço é limitado em 30 linhas.

Saiba que é possível fazer toda a redação sem o título e não perder pontos por essa decisão, certo?

Elaborando a introdução, o desenvolvimento e a conclusão

Os parágrafos devem ter coesão, bom desenvolvimento da ideia e ligação entre eles, no vídeo abaixo temos algumas dicas primordiais para a elaboração do seu texto.

Abaixo, definimos o que cada parágrafo precisa conter:

Introdução

Na introdução você deve chamar a atenção do leitor, por isso ela deve ter contexto, relação e tese. Seguimos com as definições:

  • Contexto: menção a algum dado estatístico, contextualização histórica, referência de livro, filme, trecho de músicas, entre outros.
  • Relação: interligar o que você contextualizou ao tema da prova.
  • Tese: elemento importante criado a partir do que foi apresentado, deverá ser defendido durante o texto, é o ápice do parágrafo, onde o argumento é voltado aos argumentos usados ou a solução do problema.

Desenvolvimento

Nessa parte do texto você deve defender seu ponto de vista, seja concordando ou não com o tema. Para melhor compreensão do texto e da ideia, esse parágrafo deverá conter causa, fator ou pontos positivos, lembrando que esses “pontos positivos” podem variar entre o estilo de texto, tema, fatores ou gosto pessoal.

No parágrafo seguinte, deverá conter consequências, fator ou pontos negativos do tema, reforçando seu posicionamento, a defesa da sua ideia e coesão entre os elementos textuais.

Conclusão

A conclusão da redação do ENEM é o parágrafo final do texto, em que você precisa apresentar a retomada da tese, a proposta de intervenção e a perspectiva do futuro sobre o tema proposto. Você começa com um conectivo, como: portanto, desse modo, sendo assim… dentre outros.

A conclusão deverá conter uma frase resumo do tema, expressa com outras palavras, juntamente da proposta de intervenção cujos elementos ajudarão a compreender o agente, a ação, o meio, a finalidade e o detalhamento da proposta.

Pode haver mais de uma proposta, o ideal é que sejam duas, mas ambas devem conter esses mesmos elementos. Deve conter também uma perspectiva futura positiva, pois além de apresentar o problema deve-se apresentar medidas e ações para romper com o problema.

A redação do ENEM precisa ter…

Para fazer a redação, ter conhecimento é mais que necessário. A redação vale mil pontos, então tem um peso muito grande no seu desempenho final e o ideal é evitar os erros ao máximo. Por isso, além de pensar nas matérias das outras provas, também é necessário estar preparado para a redação.

Primeiramente, é importante compreender que se você vai prestar o ENEM esse ano, o primeiro passo a ser dado é conferir o edital do exame. Esteja atento às regras, orientações e tudo que for passado pelo órgão realizador da prova.

Além disso, outros pontos importantes são: conferir o histórico da prova, ver resultados de redações nota mil nas edições passadas, elaborar um plano de estudo e boas práticas para o dia.

E-book: Plano de estudos para passar no Enem.

Porém, tratando-se especificamente da redação. Dessa forma, vamos definir as regras mais importantes para desenvolver um texto de qualidade e que seja bem avaliado pela banca da prova. Vamos lá?

Coesão e Coerência

Primordialmente, a presença da coesão e da coerência em uma redação do ENEM são características que qualquer especialista irá te falar. Por anos, a banca avaliadora da prova vem destacando a importância deles para um texto realmente de destaque. Afinal, seguir as regras da Língua Portuguesa é indispensável e, consequentemente, é impossível construir um bom texto que não possua esses dois elementos presentes nele.

Basicamente, a coesão trata-se de seguir as regras gramaticais, enquanto a coerência se refere ao conteúdo do texto, ou seja, no sentido de tudo. Vale lembrar que um conceito não existe sem o outro, ambos devem estar presentes no texto.

Em resumo, atente-se à coesão para ter um texto seguindo as regras do idioma oficial e fique de olho para manter a coerência do conteúdo, fazendo parágrafos interligados.

Estrutura textual

Em segundo lugar, temos a estrutura textual do texto oficial da redação do ENEM: o tipo dissertativo-argumentativo.

É comum encontrar estudantes que não conhecem esse modelo de texto e acabam errando na produção, mas esse tipo é obrigatório e não utilizá-lo poderá zerar sua pontuação da redação e estamos falando de mil pontos, né?

Informações de qualidade

Trazer um bom repertório, demonstrando que você é um candidato informado e com bons conhecimentos, fará total diferença na construção do seu texto e, consequentemente, na sua pontuação final.

Traga informações de qualidade, sempre citando os autores e respeitando os Direitos Humanos, bem como as normas sociais.

Inovação

Finalmente, temos a parte da intervenção ou solução do problema-tema. Neste momento, pense em ideias inovadoras, saia da caixinha e chame a atenção do seu leitor com sugestões que saia do óbvio.

Simulado de Redação

Competências básicas para avaliação da redação

A princípio, são utilizadas cinco competências básicas como parâmetro para a correção das redações, são elas:

  • Competência I: domínio da norma culta da língua portuguesa;
  • Competência II: compreensão da proposta do tema com aplicação dos conceitos das áreas de conhecimento no desenvolvimento do texto;
  • Competência III: seleção, organização, relação e interpretação de informações e fatos para argumentação e defesa de um ponto de vista;
  • Competência IV: conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção de uma argumentação de qualidade;
  • Competência V: elaboração de uma boa solução para o tema abordado, com respeito aos Direitos Humanos e diversidade sociocultural.

Como funciona cada competência

Na competência I, você deve estar atento a coisas como pontuação, concordância verbal, ortografia e demais regras da Língua Portuguesa. Você está fazendo um exame para ingressar no nível superior, então erros de escrita são graves. Evite-os!

Em seguida, temos a competência II que é de longe uma das mais precárias nas redações, pois muitos estudantes têm dificuldades com a interpretação de texto. Leia e pratique muito para evitar equívocos.

Já na competência III estamos falando diretamente do seu repertório, as informações que você consegue apresentar sobre o tema, se o seu nível de conhecimento sociocultural está bom e se você tem capacidade para desenvolver argumentos de qualidade.

Da mesma forma, a competência IV vem para avaliar a argumentação, desta vez, avaliando se você consegue ter coesão e coerência na sua escrita, analisando o sentido do texto.

Finalizando a avaliação, temos a competência V que é a parte mais importante da redação: a capacidade de ter boas ideias, elaborar inovações e sair do óbvio.

Em resumo, essas são as competências avaliadas na redação do ENEM. A orientação é trabalhá-las ao máximo e estar preparado para utilizar todas durante a sua redação.

Erros mais cometidos na redação

No canal Carreira em Foco, o professor Gabriel Tebaldi traz diversas dicas para os candidatos não vacilarem na prova. Inclusive, confira esse vídeo sobre redação:

Primeiramente, você deve entender como funciona cada uma dessas regras, então, estudar bem o Português não vai te ajudar apenas na parte objetiva da prova, mas também na redação que é uma das partes mais importantes para sua nota final.

Então, dedique-se muito aos estudos das regras gramaticais e atente-se às formas de usá-las corretamente na escrita.

Para te ajudar, separamos algumas explicações simples sobre os erros mais comuns na redação do ENEM. Confira o que fazer para não errar também:

  • Separação do sujeito e predicado

Exemplo: O professor, passou uma redação para testar nossos conhecimentos.

R: A vírgula jamais deve separar o sujeito (o professor) do predicado (restante da oração).

  • Crase incorreta

O erro mais comum acontece em palavras no masculino.

Ex.: Agradeço a Deus.

R: Se o “a” vier antes de uma palavra masculina, não existe crase.

  • Paralelismo na regência

Ex.: Os candidatos sempre preferem fazer a redação antes do que a prova objetiva.

R: Quem prefere algo, prefere em relação a alguma coisa. Ou seja: Os candidatos sempre preferem fazer a redação da prova objetiva.

  • Ambiguidade

Ex.: A aluna avisou a professora que prefere seguir a sua forma de estudo.

R: Evitar o uso do pronome possessivo para não confundir a quem está se referindo. O melhor jeito seria: A aluna prefere usar a própria forma de estudo e avisou isso à professora.

  • Não usar a vírgula para separar explicações

Ex.: O candidato deve levar caneta, lanche e água e documento oficial para prova.

R: O “e” deve ser colocado apenas no último item, por exemplo: “O candidato deve levar caneta, lanche, água e documento oficial para prova.

  • “Onde” ou “aonde”

R: “Onde” é para lugar. Ex.: Não sei onde fica meu local de prova. Já “aonde”, é utilizado para ideia de movimento. Ex.: Aonde vamos ver o resultado do ENEM?

  • Voz passiva

Ex.: Os alunos ficaram ansiosos por a chegada do novo professor.

R:  Lembrar quem é o agente do verbo/ação. Os alunos ficaram ansiosos pela chegada do novo professor.

  • Regência do verbo

Ex.: Os materiais de estudos começaram a chegar na casa dos candidatos.

R: Os verbos possuem complementos regidos com ou sem preposição. Sendo assim: Os materiais de estudos começaram a chegar à casa dos candidatos.

Por fim, estes são alguns dos erros mais comuns e as formas que irão te ajudar a evitá-los na prova. Fique atento!

Descomplicando o ENEM - Curso Preparatório para o ENEM

Erros que podem zerar a redação

O ENEM é o vestibular mais importante do Brasil, por isso, é produzido e aplicado com muitas regras. Então, é essencial estar atento desde o momento da inscrição até o momento da prova.

A redação é uma das partes mais sensíveis do ENEM, porque é ali que há a oportunidade de ocorrer alguns erros considerados graves e que podem zerar toda a prova.

  • Não fazer a redação

Não fique inseguro com a produção do texto. Sua escrita pode não ser das melhores, mas pode garantir alguns pontos. Jamais fique sem fazer, a nota da redação fará diferença na nota final!

  • Falta de coerência

De nada adianta escrever um texto longo, se ele estiver sem sentido. Organize a escrita de forma coerente, apresente argumentos válidos e sempre siga o tema proposto.

  • Erros de português

A redação serve para avaliar diversas competências dos candidatos, entre elas, o conhecimento na Língua Portuguesa. Então, é importante estudar muito e estar atento às regras do idioma.

  • Não use nada de outras pessoas

Plágio é crime e vai zerar a redação! Qualquer citação deve vir sempre entre parênteses e com referência ao autor original. Mas, para usar isso, você deve lembrar das informações totalmente corretas. É uma estratégia delicada.

  • Formato exigido na prova

Como foi dito no início deste post, o INEP definiu a obrigatoriedade do texto dissertativo-argumentativo para a redação do ENEM. Nem pensar em utilizar outros formatos!

Agora que você já conhece as exigências do ENEM e sabe um pouco mais sobre elas, é hora de se planejar e criar um plano de estudos para atingir a sua meta. Se você não sabe por onde começar, fique tranquilo! Preparamos dicas fundamentais para um plano de estudos de sucesso para você.

Dicas extras…

Utilize flash cards ou cartões de memória para você estudar de forma rápida e fácil, eles auxiliarão no processo de aprendizado e memorização do conteúdo estudado;

A prova do ENEM exige muito estudo e dedicação, mas não é só nos livros que você encontrará conhecimento, é possível aprender de forma mais interativa e divertida, com filmes, livros, jogos, estudos no Google Acadêmico e em aplicativos de ensino;

Game ENEM

Descanse antes da prova, principalmente no dia anterior, após um período longo de estudos é necessário desacelerar, respirar fundo e relaxar, para estar preparado para o grande dia;

Deixe separado o seu documento oficial com foto, o mesmo utilizado no momento da inscrição, pois sem ele você não consegue fazer a prova;

Leve várias opções de canetas. Lembrando que deve ser OBRIGATORIAMENTE de tinta preta, feita em material transparente;

E caso você queira receber mais dicas relacionadas a prova do ENEM, participe do nosso canal do Telegram e receba os melhores conteúdos.

Receba dicas e conteúdos exclusivos sobre o ENEM no canal do Telegram.

Até o próximo post…