Menu

Receba as novidades do nosso blog!

Fique antenado sobre várias profissões.

  • Blog
  • A Contabilidade como profissão do futuro

A Contabilidade como profissão do futuro

A Contabilidade como profissão do futuro

Uma das profissões mais estáveis, a de contador, nem sempre é a primeira a ser considerada pela maioria dos estudantes. Mas ao conhecer um pouco mais sobre o trabalho de contador e suas possíveis áreas de atuação, muitos podem mudar de ideia e perceber que a descrição do trabalho vai além de apenas analisar números.

Um pouco de história

A profissão de contador é bem antiga. Ela surgiu da necessidade de as civilizações registrarem o seu comércio. No Brasil a primeira regulamentação profissional ocorreu em 1770 quando Dom José (Rei de Portugal) solicitou o registro dos Guarda-livros. Cem anos depois um decreto imperial marcou a regulamentação da profissão contábil.

A primeira escola de contabilidade do Brasil, a Escola Comércio Álvares Penteado, foi criada em 1900 e o curso de perito-contador, assim denominado na época, foi instituído em 1931. O curso superior com a nomenclatura que conhecemos hoje, Ciências Contábeis, surgiu em 1945.

Muito além de apenas entrada e saída

Como pessoa física, a maioria só lembra dos contadores no período da declaração do imposto de renda. A aversão natural de muitos aos números, faz com que seja mais fácil recorrer a esses profissionais do que bater cabeça tentando preencher corretamente todas as informações e valores solicitados pela Receita Federal.

No ambiente corporativo, o profissional contábil é associado ao controle de entradas e saídas da empresa. Importante para garantir uma boa saúde financeira da companhia, para muitos o trabalho do contador não vai além da checagem e registro de números.

O que poucos sabem é que as opções de atuação são amplas e o papel desempenhado, principalmente em grandes corporações, é estratégico chegando em alguns casos a posições de diretoria.

Possíveis áreas de atuação

O conhecimento adquirido no curso de contabilidade permite que ele possa mensurar um patrimônio, seja de pessoa física ou jurídica, e com base nisso produzir diagnósticos que servirão como apoio para investidores.

Com esse conhecimento é possível trabalhar como: auditor interno, perito contábil, consultor contábil, auditor externo, consultor tributário, fiscal, contador interno, professor, contador público, analista financeiro e fiscal.

Confira alguns exemplos:

Consultor: um consultor contábil é responsável por analisar e otimizar os gastos das organizações por meio de fluxo de caixa, folhas de pagamento, etc. para que a empresa possa recolher o imposto de renda de maneira positiva.

Auditor: nessa área o profissional é responsável por controlar a gestão de recursos públicos. Isso é feito por meio de fiscalizações, auditorias e diligências. É possível atuar como auditor interno, trabalhando dentro da organização, ou como auditor externo, em empresa terceirizada.

Analista financeiro: esse profissional trabalha para garantir que todo o planejamento financeiro de uma empresa seja seguido. Fazendo o acompanhamento de entradas e saídas, análise de fluxo de caixa e elaborando projeções de faturamento, o analista financeiro identifica possíveis melhorias na parte financeira da organização. Esse trabalho também pode ser feito para pessoa física.

Será que que a graduação em Ciências Contábeis é para você? Confira aqui.